©
As vezes a gente ouve tantas vozes em nossas cabeças. Algumas nos dizem pra desistir, enquanto outras nos faz acreditar que ainda vale a pena insistir. O problema é que a gente quase nunca sabe qual voz seguir.
Querido John.   (via n-o-v-o-h-e-r-o-i)
Para ser sincero, eu me perguntava se algum dia chegaria a minha hora de se dar bem. Imaginara um eu diferente. Era difícil porque, naqueles momentos, eu achava que realmente me tornaria um vencedor. A verdade, porem, era dolorosa. Era uma verdade que me dizia, com uma brutalidade interna contundente, que eu era eu, e que vencer não vinha naturalmente para mim. Era algo pelo qual eu tinha que lutar, nos ecos e nas pegadas trilhadas da minha mente. De certo modo, eu tinha que garimpar esses momentos de satisfação.
A garota que eu quero. Markus Zusak    (via preservacidalmale)

todos-os-meus-sonhos

Desculpe, não sei ser legal com quem me odeia. Não sou tão evoluído.
The Vampire Diaries. (via retrocedida)
É hora de seguir em frente.
Paramore.   (via coordenad-a)
Só pra saber,
Nesse tal filme de romance
Antes que o público se canse
Você me beija no final?
Clarice Falcão  (via viver-r)
Se um arco-íris ou uma flor desabrochando fizessem som, esse seria o som do riso dela. Era uma chuva de luz, um convite para falar, e ele riu com ela, sem mesmo saber ou se importar por quê.
 A Cabana.    (via d-engoso)